Quatro dicas para quem vai comprar uma franquia

É verdade que vemos cada vez mais novas franquias oferecendo praticamente todos os serviços, ou tipos de mercadorias, no mercado atual. No entanto, cabe uma reflexão para entender como aqueles que agora compartilham suas fórmulas para o sucesso

O Franchising tem crescido de forma constante ao longo dos anos. Franqueadores são vistos por muitas almas esperançosas como os “salvadores” para todas as respostas e fórmulas que levam ao sucesso. E entre as marcas do setor que mais ouvimos falar está o McDonald’s. É verdade que vemos cada vez mais novas franquias oferecendo praticamente todos os serviços, ou tipos de mercadorias, no mercado atual. No entanto, cabe uma reflexão para entender como aqueles que agora compartilham suas fórmulas para o sucesso chegaram lá, e apenas o que os qualifica para sugerir que tenham uma fórmula para cada localização geográfica e mercado. Em outras palavras, o que eles têm para oferecer ao potencial franqueado que está pronto para investir o seu dinheiro suado (ou emprestado)?

Apresento as seguintes questões relativas à indústria de franquias, na crença de que nós, como associados da ABF, devemos estar cientes das múltiplas facetas que permeiam o negócio; e como podemos alertar os franqueados sobre possíveis problemas que poderão decorrer de decisões equivocadas.

Se olharmos para além dos exemplos brilhantes de sucesso oferecidos pelos franqueadores, podemos encontrar muitos exemplos de falhas na indústria de franquias. Esses casos raramente são relatados ou confirmados. Um exemplo recente é uma rede de paleterias que teve uma excelente arrancada e depois desapareceu. O que aconteceu com os franqueados e seus investimentos? A lista de falhas é grande.

Isso nos leva a perguntar se ser um franqueado não é uma maneira segura de ganhar a vida (ou uma fortuna) e garantir seu futuro? Vamos analisar a indústria de franquias como um todo e ver o que esses futuros donos de franquia realmente estão comprando. Quão promissor será o futuro se adquirirem a franquia dos seus sonhos? A maioria dos compradores de franquias têm pouco ou nenhum conhecimento prévio do tipo de negócio em que estão prestes a investir. Essas pessoas procuram o franqueador para treiná-las e transferir o conhecimento necessário. Permitem-se ser orientados na escolha do local, do tipo de equipamento, estoque e das ações de publicidade. Mas esta é uma decisão sábia? Esses locais escolhidos pelo franqueador são os melhores possíveis para um determinado tipo de negócio? O aluguel é razoável, ou o franqueado está se sublocando do franqueador a uma taxa inflacionada? Todo o estoque recomendado é necessário, e novamente a um preço razoável, ou existem alternativas melhores? Pode ser que sim ou não, e é justamente nisso “que mora o perigo” ao analisar um modelo de franquia para seu projeto de vida, é preciso ser historiador e não profeta. Veja abaixo as quatro dicas básicas que, se aplicadas, podem reduzir o seu risco no negócio: 

A marca

Minha definição de marca é: um conjunto de expectativas, memórias, histórias e relacionamentos que, juntos, representam a decisão do consumidor de escolher um produto ou serviço em detrimento de outro.

As marcas têm diversas formas e tamanhos - algumas respeitáveis, algumas reconhecíveis, outras confiáveis ​​e outras nem tanto. A marca é o coração holístico de um negócio e se você pretende investir em uma marca de franquia bem-sucedida existente, é preciso ter certeza de que ela é forte e merecedora. 

Sempre faça sua pesquisa. Aqui estão algumas perguntas para fazer:

- O que os atuais franqueados estão dizendo sobre a marca?

- O que a marca significa de valor para sociedade?

- A marca possui Selo de Excelência em Franchising da ABF?

- Qual o posicionamento dela no setor?

- Quem são seus maiores concorrentes?

- Quais são os pontos fortes e fracos da marca?

Coloque-se no lugar dos franqueados, a mídia social é um ótimo lugar para começar a entender como a marca é percebida.

O relacionamento franqueador e franqueado 

Uma forte relação entre o franqueador e o franqueado é crucial para o sucesso da franquia. No entanto, essa relação é complexa e para ser bem-sucedida deve estar fundada na cooperação e interdependência.

A base do relacionamento é o contrato. Um bom aconselhamento jurídico desde que com know-how em Franchising, garantirá que seu contrato seja sólido, bem considerado, aborda todos os problemas em potencial e fornece a proteção adequada a todas as partes. 

Também é importante estabelecer antecipadamente o nível de suporte que o franqueador está oferecendo a longo prazo. O treinamento é fornecido e qual suporte está disponível se algo der errado? Abordar essas questões no início evitará a frustração no caminho e, como em todos os relacionamentos, a comunicação é fundamental. 

O sistema de franquia 

O sistema de franquia é o modelo de negócio sob o qual a franquia opera. Isso inclui os processos operacionais, o marketing, a estrutura do negócio, como os produtos ou serviços são vendidos e a maneira geral de fazer negócios.

Uma das principais razões pelas quais o modelo de franquia é tão bem-sucedido é porque o comprador de franquia tem a oportunidade de investir em um sistema comprovado. No entanto, isso nem sempre garante o sucesso. A melhor maneira de determinar o quão sólido é o sistema de franquias é pesquisar a rede existente - conversar com outros franqueados, rever a história da franquia, como ela se comporta e considerar seu futuro.

O dinheiro 

Ao final de um dia intenso de trabalho, os franqueadores e franqueados estão contabilizando os resultados, pensando em como lucrar financeiramente com seu investimento financeiro, tempo e energia.

No entanto, quando se trata de finanças, as franquias diferem dos modelos tradicionais de negócios. As franquias são normalmente de menor risco, pois seus sistemas são bem desenvolvidos, documentados, testados e comprovados. Mas, como qualquer negócio, é difícil para um franqueador fornecer garantias financeiras, considerando quantos fatores estão em jogo. Eles podem ser capazes de dar uma indicação do desempenho de outros franqueados, mas, em última análise, cabe a você fazer sua própria análise. 

Por isso, a recomendação é você seja muito honesto e disciplinado com o “budget” e que só coloque seu capital ao risco, se o budget disponível seja em ativo ou crédito, for no mínimo 1,5 vezes do projetado. Esta “zona de segurança questionável” tem feito muito sentido para aqueles novos franqueados que não performaram por qualquer razão e não quebraram antes do negócio decolar. Afinal, só quem “calça o sapato sabe onde ele aperta”.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

 

Fonte: SuaFranquia - www.suafranquia.com

Artigos Ernani Assis

3 dicas para a sua Franquia em 2019

3 dicas para a sua Franquia em 2019

Dê uma olhada nas três dicas super valiosas que podem ser uma ótima maneira de alavancar seu negócio ou usar novas informações...

Ver mais

A sua franqueadora está pronta para 2020?

A sua franqueadora está pronta para 2020?

Eu me recordo quando tinha 11 anos e escutava a música do Prince "1999" e parecia tão distante o futuro... Bem, que tal o ano de 2020, que está a...

Ver mais

Investir numa franquia no mercado de luxo vale a pena?

Investir numa franquia no mercado de luxo vale a pena?

No dias de hoje, comprar uma bolsa de grife parece não ser mais incomum do que adquirir um par de sapatos na Netshoes, por exemplo. A qualidade da...

Ver mais

Ver mais

Ver mais

Encontre a melhor franquia para você