Franquias são sempre um sucesso (desde que exista boa gestão)

31, Mai, 2013

Estamos vivendo o que alguns especialistas chamam de a década do empreendedorismo no Brasil, eu também acredito nisso. Acho que, apesar de toda a crise que existe em países da Europa e mesmo nos EUA, o Brasil vive um contexto onde o espaço para empreender é muito grande. No meio de tudo isso estão as franquias e é claro que para muitos a primeira, e melhor opção, para fazer o que chamo de a “Troca do E”, deixar de ser Empregado para ser Empresário.

O mercado de franchise reflete isso, segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising) o setor das franquias cresceu 16,2% em faturamento e quase 20% em número de redes de 2011 para 2012. Isso significa que cada vez mais as empresas buscam o modelo de franchise para expandir seus negócios e que cada vez mais os brasileiros confiam e buscam esse modelo como forma de fazer a tal “Troca do E”.

Isso é realmente animador para todos que trabalham no segmento, mas também nos cria um desafio, como fazer com que esses novos empresários tenham um novo paradigma ao olhar para sua atividade profissional. Ou melhor dizendo, como fazer com que esses novos empresários rapidamente absorvam novos hábitos e informações para que possam gerir suas unidades.

Conversando com diversos franqueados das mais diferentes redes que existem no Brasil, eu percebo que muitas vezes eles foram preparados operacionalmente, mas executam muito pouco o papel de gestor, e todo negócio para dar certo, seja de franquia ou não, precisa de gestão. Muitas redes que expandiram rapidamente estão sentindo na pele esse problema, possuem ótimos operadores, mas péssimos gestores à frente de suas unidades, isso é crescimento sem sustentabilidade e vai contra o que o franchise deve promover. Muitas franqueadoras não trabalham e não orientam os seus novos franqueados para também formar bons profissionais em gestão. O que se vê a seguir é uma série de problemas que acabam fazendo com que franqueadores e franqueados fiquem insatisfeitos com os seus desempenhos, buscando um no outro a culpa pelo fracasso.

De uma forma geral, as universidades brasileiras formam alunos para se tornarem bons empregados, isso é um dos mais importantes paradigmas que precisam ser modificados em um País que vive um momento de empreendedorismo, mas é algo que está além do poder dos franqueadores.

O que pode e deve ser feito rapidamente pelos franqueadores é incluir em seus cursos de formação de novos franqueados temas como gestão financeira, gestão e análise de indicadores, marketing para unidade franqueada, entre outros. Mostrar para seus franqueados que existem oportunidades e análises que somente ele, como gestor de sua unidade, pode fazer. O modelo de franquias é um sucesso, desde que existam nas duas pontas pessoas preparadas e capazes de discutir o negócio do ponto de vista empresarial. E para o franqueado vale o alerta, procure saber se a sua opção de franquia possui esse tipo de treinamento inicial, pode ser o grande diferencial para o seu sucesso.

Guilherme Carnicelli

Artigos Guilherme Carnicelli

Em franquia: Royalty é o ônus do bônus

Em franquia: Royalty é o ônus do bônus

01, Out, 2013

Em toda gestão de rede existe um elemento fundamental para o sucesso corporativo: a complementariedade. A palavra é difícil, mas é muito...

Ver mais

O que um candidato busca em uma franqueadora

O que um candidato busca em uma franqueadora

29, Ago, 2013

Normalmente a busca por uma franquia está ligada ao sonho de ser dono do próprio nariz, da independência financeira e da realização...

Ver mais

5 mitos em franquia que você não deve aceitar

5 mitos em franquia que você não deve aceitar

04, Jun, 2013

Quando se fala em franquia existem algumas crenças que, por tantas vezes atribuídas a esse mercado, acabam se transformando em fatos e, na realidade,...

Ver mais

Ver mais

Ver mais