Franquia: segurança na crise

Números recentes divulgados pela ABF (Associação Brasileira de Franchising) mostraram que, em 2015, o setor conquistou um crescimento nominal de 8,3%, alcançando faturamento de quase R$ 140 milhões

Diante do mesmo cenário econômico, as vendas no varejo brasileiro registraram no ano passado sua maior queda histórica, de 4,3% em relação a 2014, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os números apenas comprovam o que já temos sentido, há tempos, na prática: o setor de franquias mostra-se consolidado no país e mais resiliente nos momentos difíceis.

Essa força em períodos de turbulências é resultado de um modelo de negócio mais estruturado e com regras. Soma-se a isso, a própria experiência da franqueadora, que permite aos franqueados terem acesso a um leque de ações que já foram testadas e que deram certo e, também, àquelas que não renderam o resultado esperado. Em meio a um mercado competitivo, é uma vantagem ter alguém que te indica, com segurança, o melhor caminho a seguir, não?

No setor de franquias, não temos como não destacar o segmento de alimentação. Neste mercado há mais de 10 anos, costumo dizer que, em momentos de crise, é o último a sentir e o primeiro a se recuperar. O Instituto de Foodservice Brasil, que representa o setor de alimentação fora do lar, projeta crescimento de 7,7% para este ano. Em 2015, o segmento apresentou alta de vendas de 6,2%. Ainda segundo o instituto, o mercado de foodservice tem faturamento estimado em R$ 60 bilhões. São mais de 220 mil colaboradores em quase dez mil pontos de venda, número que deve subir para 10.700 até dezembro.

Minha percepção é de que 2016 não será pior que 2015, mas será tão difícil quanto. Por isso, para quem está ancorado em uma franquia, minha orientação é: una-se ao franqueador. Juntos, vocês serão mais fortes para enfrentar os momentos adversos. Tenha, ainda, em mente que planejamento e controle de gastos são fundamentais e precisam ser levados à risca. Fique atento às adaptações que precisam ser feitas no seu negócio para atender às novas necessidades de seus clientes. Pode ser a oferta de produtos mais baratos ou mesmo uma promoção. E, por fim, lembre-se que na crise é que surgem as oportunidades. A hora de negociar é agora. Aproveite.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

Fonte: Assessoria - www.suafranquia.com

Artigos Ricardo Alves

10 dicas para visitar uma feira de franquias

10 dicas para visitar uma feira de franquias

Se você está interessado em ter o próprio negócio e vê na franquia sua porta de entrada para o empreendedorismo, reserve a sua agenda...

Ver mais

Quando não ser um franqueado

Quando não ser um franqueado

A chegada do Ano Novo traz à tona velhos planos e reascende nosso desejo de mudança. Alguns voltam a pensar na possibilidade de pedir demissão e ser...

Ver mais

Fusão: bom negócio para franqueador e franqueados

Fusão: bom negócio para franqueador e franqueados

No início deste mês, anunciamos a fusão dos grupos J. Alves e Ornatus Alimentação, que resultou na Halipar – Holding de...

Ver mais

Ver mais

Ver mais

Encontre a melhor franquia para você