Franchising: uma ferramenta de gestão para expansão

Com alguma frequência vejo conteúdos que discorrem sobre o sucesso do sistema de franquias e os seus benefícios para a expansão de um negócio. Sem dúvida o modelo passou por um momento de maturação na última década, evidente inclusive quando analisamos números recentes divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Somente entre 2001 e 2011 o número de redes de franquias presentes no país praticamente quadriplicou, saltando de 600 para mais de 2 mil. Em proporção menor, mas ainda de forma expressiva, no mesmo período o número de unidades franqueadas saltou de 51 mil para mais de 93 mil.

Numa primeira análise os números citados acima nos fazem encarar o modelo como uma ferramenta de expansão do negócio, o que de fato não pode ser negado. Hoje o franchising apresenta escala e capilaridade muito superior a um negócio independente, o que naturalmente favorece a abertura de novas unidades em um espaço de tempo muito menor.

Contudo, vejo no sistema algumas questões primordiais e que antecipam quaisquer estratégias de expansão. Hoje o modelo deve ser encarado como uma ferramenta de gestão do negócio e auxiliar no processo de construção de uma marca. Afinal, a essa altura já não é mais novidade que o sucesso de um empreendimento está diretamente ligado à confiança, reputação e credibilidade que a marca escolhida possui junto ao seu mercado de atuação.

Posto dessa forma, fica evidente o quanto o franchising é favorável não somente ao crescimento de um negócio em número de unidades, mas essencialmente a sua estruturação inicial e posterior consolidação, elementos que necessariamente passam por um modelo de gestão bem estruturado, padronizado e, por fim, bem executado. Ao investir numa franquia o empreendedor não está adquirindo somente uma marca experiente e respeitada em seu segmento, mas primordialmente toda a metodologia e processos que fizeram dela um grande player do mercado.

Ao analisarmos o sucesso do sistema sob este aspecto, fica fácil compreender a sua expansão vertiginosa nos últimos anos. Evidentemente não é por acaso que hoje temos redes franqueadas líderes em seus respectivos ramos de atuação e com presença em praticamente todo o território brasileiro. Da mesma forma, também fica fácil entender porque em 2011 o setor de franquias cresceu muito acima do PIB nacional (2,7%), registrando expansão de 16,9% e faturamento de R$ 88,8 bilhões.

Sem dúvida o que construirá uma marca sólida e respeitada são modelos de gestão apropriados às características do negócio e processos de padronização bem conduzidos. Tais premissas aliadas a condutas éticas e idôneas certamente farão a diferença no momento de atrair novos interessados, sejam eles investidores ou consumidores. Em síntese, essas etapas precedem o processo de crescimento de qualquer negócio e definem o seu real sucesso e alcance junto ao público desejado.

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

 

Fonte: Assessoria - www.suafranquia.com

Artigos Décio Pecin Jr.

Brasil: preparados para o que der e vier

Brasil: preparados para o que der e vier

Profissionais e empresários brasileiros começaram o ano bem mais esperançosos com o Brasil. Ao menos é o que afirma uma pesquisa divulgada...

Ver mais

De empresário a franqueador: será que estou preparado para entrar no mundo do franchising?

De empresário a franqueador: será que estou preparado para entrar no mundo do franchising?

Empreender não é tarefa fácil. Franquear, muito menos. Para termos uma ideia do tamanho do desafio que é criar uma rede robusta, basta...

Ver mais

Como empreender no Franchising com segurança?

Como empreender no Franchising com segurança?

Há quem diga que o cenário econômico atual está no fundo do poço. Outros, porém, dizem que ele já esteve pior, e...

Ver mais

Ver mais

Ver mais

Encontre a melhor franquia para você