COMO FRANQUIAS PODEM SER UMA OPÇÃO PARA QUEM ESTÁ DESEMPREGADO?

Por Renato Alves

Antes da pandemia, o número de pessoas desempregadas já era alto. Já após a crise sanitária que atingiu o país, a parcela daqueles que estão sem trabalho há muito tempo no Brasil aumentou de forma significativa. Esses são popularmente chamados de desempregados de longa duração. Segundo a consultoria IDados, a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a proporção dos que procuram emprego há mais de dois anos subiu de 23,9% no primeiro trimestre de 2020, para 26,1% no segundo trimestre de 2021. Esse aumento foi ainda maior para quem está desempregado por um período entre um e dois anos: passando de 6,7% para 15,1%.

 

Esses números são preocupantes, visto que quanto mais tempo uma pessoa fica fora do mercado de trabalho, maiores são as chances de uma desatualização e perda de habilidades, causando impactos negativos e maior concorrência aos que estão procurando uma oportunidade. Diante desse cenário, as franquias começaram a surgir como uma opção de renda. As conhecidas redes home based, cujas operações não exigem que o franqueado tenha uma loja ou escritório, permitindo que se trabalhe em casa, por exemplo, estão entre as que mais cresceram na pandemia. Isso porque elas garantem mais comodidade e uma maior flexibilidade quanto a horários e tarefas, características que passaram a ser levadas em consideração após a crise sanitária.

 

Segundo a Associação Brasileira de Franchising, em 2020, esse segmento respondia por 7,1% do total de franquias no país e em 2021 passou a representar 10,3%. As microfranquias também tiveram uma ótima aceitação, pois são conhecidas por terem investimentos iniciais que não ultrapassam R﹩90 mil e são mais fáceis de investir. Comprova-se então que esse setor foi e está sendo um grande impulsionador para novos negócios, afinal, empreender sozinho e do zero é uma tarefa fácil.

 

 

 

Acredito que seguir nesse caminho continuará sendo uma boa opção para quem não quer ficar fora do mercado e, principalmente, para aqueles que buscam se especializar e aprender cada vez mais. O passo agora é buscar por segmentos que estejam em alta, porque existem muitas categorias, desde alimentos até moda. Lembre-se, é necessário persistir para se conquistar grandes saltos, e por mais difícil que pareça ser, no final, a pandemia fez com que as pessoas utilizassem da sua criatividade, persistência e determinação para continuar empreendendo.

 

Renato Alves é Diretor de Expansão da Bicalho Consultoria Legal, empresa especializada em migração, internacionalização de negócios e franquias.

CONHEÇA A FRANQUIA IDEAL PARA VOCÊ

  

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

Artigos Outros Artigos

POR QUE AS FRANQUIAS ESTÃO FAZENDO SUCESSO FORA DOS PÓLOS ECONÔMICOS?

POR QUE AS FRANQUIAS ESTÃO FAZENDO SUCESSO FORA DOS PÓLOS ECONÔMICOS?

É perceptível o quanto o mercado de franquias está crescendo cada vez mais no país. Em 2020, o segmento faturou 167,1 bilhões de...

Ver mais

Cinco mudanças que o digital trouxe para o varejo físico

Cinco mudanças que o digital trouxe para o varejo físico

Quem ainda era reticente com o comércio eletrônico e a presença de soluções digitais no varejo teve que rever sua opinião com a...

Ver mais

Cinco tendências em negócios para 2022

Cinco tendências em negócios para 2022

As turbulentas tempestades provocadas pela pandemia estão, finalmente, dando pequenos sinais de melhora. Contudo, o cenário que se desenha não...

Ver mais

Ver mais

Ver mais

Encontre a melhor franquia para você

-->