Como crescer o seu negócio de forma previsível e escalável

07, Jan, 2019

O marketing de tração vai além do marketing tradicional. Em sua essência, o marketing serve para identificar e entender as necessidades do consumidor e fazer com que o produto da empresa e o potencial consumidor se encontrem.

No caso do Marketing de Tração, o objetivo é o mesmo. O que muda é que temos à disposição técnicas e ferramentas mais adequadas para realizar esse trabalho. As empresas conseguem monitorar melhor as reações do público que interessa entender o comportamento de consumo e se relacionarem de forma aproximada com esses públicos-alvo.

Para que o negócio ganhe tração, há inúmeros canais e ferramentas digitais que podem ajudar nesse processo. É preciso criar uma estratégia, listar os canais onde os possíveis consumidores possam estar e as mais adequadas ferramentas a serem utilizadas.

Quanto mais informações forem reunidas sobre o consumidor, mais condições de fazer a oferta adequada e, então, conseguir fechar a venda.

Se a empresa atua num negócio B2B, por exemplo, os primeiros grandes contratos fechados podem ser um indicador de tração. Se o alvo é o consumidor final, tração pode significar ter que adquirir milhares de usuários ou clientes.

A tração da empresa deve ser medida por um indicador claro, fácil de ser acompanhado e que aponte sempre para o crescimento.

Veja alguns canais e ferramentas que as empresas podem utilizar para ganhar tração. Aqui a ideia não é escolher um ou outro canal, mas sim fazer uma combinação de ações que devem ser trabalhadas de forma complementar umas às outras, para que o resultado seja mais efetivo:

  • Marketing de Conteúdo: Uma estratégia de Marketing de Conteúdo favorece engajamento com as pessoas com a possibilidade desses leitores se tornarem clientes da empresa, para isso, deve-se produzir conteúdo relevante para consumidores em potencial. Os blogs são excelentes ferramentas de Marketing de Conteúdo. Importante que o site ou blog da empresa e os conteúdos compartilhados como, por exemplo, os artigos, estejam indexados nos sites buscadores como Google, Bing, entre outros.
  • Redes sociais: São classificadas como básicas, porém fundamentais para o sucesso de qualquer projeto nessa área. Estamos nos referindo às plataformas ideais, por exemplo, para fazer a distribuição dos conteúdos citados acima e aumentar o alcance da marca. Para aumentar o alcance é necessário patrocinar ou impulsionar os conteúdos, pois o alcance orgânico está cada vez menor nas redes sociais.
  • E-mail Marketing: Criar uma régua de relacionamento e monitorar o interesse que o público potencial tem pelo conteúdo compartilhado, soltando iscas digitais para que ele acesse outros conteúdos dentro do próprio e-mail, através de botões e links disponíveis. Dessa forma é possível conhecer ainda melhor esse potencial cliente, engajá-lo com o conteúdo até o momento de uma abordagem pessoal e conversão de venda. Quanto mais personalizado o conteúdo, mais efetiva é a ação.
  • Afiliações: Marketing de afiliados tem sido uma boa estratégia para algumas empresas crescerem de forma escalável na internet, principalmente quando se trata de vendas online ou produtos digitais. Esse modelo consiste em ampliar a forma de divulgação através de afiliados que divulgarão os seus produtos ou serviços em troca de um comissionamento. A Amazon, gigante americana do segmento de varejo, foi uma das pioneiras na estratégia de Marketing de Afiliados, quando começou a disponibilizar o serviço para quem quisesse divulgar os produtos disponíveis na loja.
  • SEM: Search Engine Marketing é uma das especialidades do marketing digital mais importantes para a divulgação de um site nos mecanismos de busca como o Google, por exemplo. O SEM tem como objetivo colocar em destaque os sites e suas páginas individuais nas páginas de respostas dos principais buscadores através de um aglomerado de ações como o SEO (Search Engine Optimization), Adwards (busca por palavras chaves), links patrocinados e ads.
  • Remarketing: Uma estratégia bastante eficiente. Essa ferramenta do Google Ads marca e identifica os usuários que visitaram o seu site e passa a exibir seus anúncios com mais frequência quando eles visitam outros sites que aceitam os anúncios da rede de Display do Google.
  • Eventos online ou webinars: Convidar potenciais consumidores para um evento online onde a solução ou produto da empresa seja apresentado, de forma a interagir com esses consumidores, entender suas necessidades, tirar as dúvidas e se aproximar ainda mais deles, com possibilidade de conversão de venda.

Por fim, existem várias outras ações que podem ser complementares a essas, o mais importante é ter um objetivo, traçar pequenas metas, e basear a atuação num bom planejamento estratégico, de preferência desenvolvido com o apoio de uma empresa especializada. Mensurar os resultados e fazer correções de rotas sempre que necessário.

Nota:

O Grupo BITTENCOURT atua com consultoria voltada para o desenvolvimento e expansão de redes de franquias e negócios. As consultorias e os programas especializados envolvem o desenvolvimento e a expansão de negócios em todos os segmentos, com a identificação e implementação da melhor estratégia de canais de vendas e distribuição; formatação e implantação de sistemas de franquias. Para mais informações entre em contato conosco através do e-mail contato@bcef.com.br

Clique aqui e confira mais Artigos

Confira algumas oportunidades: Franquias por Segmentos e Ramos

Fonte: Lyana Bittencourt - www.suafranquia.com

Artigos Lyana Bittencourt

Como crescer o seu negócio de forma previsível e escalável

Como crescer o seu negócio de forma previsível e escalável

07, Jan, 2019

O marketing de tração vai além do marketing tradicional. Em sua essência, o marketing serve para identificar e entender as necessidades do...

Ver mais

Ver mais

Ver mais