Mulheres são minoria como franqueadores - Artigos - Portal Sua Franquia - O Portal dos Bons Negócios

Mulheres são minoria como franqueadores

Enviado em 05/05/2014 às 08:51:13

O perfil dos franqueadores realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) diante de um universo de 893 empresários abordados apresentou informações controvertidas sobre a progressão feminina  no mundo franchising. Enquanto elas continuem a crescer como franqueadas e microempresárias individuais, o resultado sobre franqueadoras continua muito aquém das expectativas. Entre 2012 e 2013, as mulheres franqueadoras aumentaram suas participações em apenas 15%, passando de 124 no ano retrasado para 147 ano passado (ver tabela abaixo). A pesquisa mostra uma inferioridade esmagadora com relação ao percentual masculino que detém 85% das empresas no franchising. Os franqueadores aumentaram sua participação 100% a mais que as mulheres entre 2012 e 2013 – 48 franqueadores novos contra 23 das mulheres.

Franqueadora máster da multinacional Não+Pêlo no Rio de Janeiro, Janete Cozer vê relação com as diferenças salariais entre homens e mulheres implícitas no mercado. Para ela, esse assunto ainda requer cuidado e atenção.

“Muito é falado sobre a projeção na mulher na sociedade e, sobretudo, no mercado de trabalho. A mulher empreendedora está muito direcionada para o papel de franqueada. E o quadro poderia ser mais marcante se estas mulheres não tivessem uma injeção financeira, por exemplo, do esposo. Existe essa dependência. As poucas oportunidades para mulheres donas do seu próprio negócio ou em cargos executivos também são compatíveis com a apresentada pela ABF”.

Outra franqueadora que faz parte dessa minoria investidora no franchising é a gaúcha radicada no Rio de Janeiro, Candice Marocco, que toca sua marca Candice Cigar Co. Formada em Administração de Empresas, a mulher que conquistou Fidel Castro por ser a primeira e única representante comercial da importadora cubana Emporium Cigar, corrobora da opinião de Janete Cozer, mas potencializa o desejo de vencer das mulheres.

“A mulher nasce para empreender. Desde as brincadeiras de criança até a terceira idade. Ela está sempre administrando algo ao seu redor. E isso faz a diferença quando uma mulher se torna dona da sua empresa. Acredito que este número não venha a crescer significativamente os próximos anos. Mas ao mesmo tempo a participação feminina no empreendedorismo seja através de franquia ou individualmente, é efetiva”, diz Candice que este ano se tornou franqueada do Nakami Gourmet, rede de gastronomia japonesa.

Pioneira no serviço de depilação no Brasil, Regina Jordão, diretora da marca Pello Menos, há 18 anos no mercado, acredita que a independência da mulher ainda é um mito a ser estigmatizado. Embora faça uma ressalva quanto ao número de entrevistados, ela acredita não haver muita diferença caso a pesquisa tivesse sido feita com maior número de entrevistados. Segundo Regina, que está desde abril  comercializando a marca com novas metragens de lojas – tamanho e investimento inferiores à metragem tradicional da empresa em negociar no franchising – reconhece a dificuldade da mulher brasileira ter um aporte financeiro condizente para abrir seu próprio negócio.

“Acho que uma empresa como a minha no segmento de beleza e estética serve como exemplo para combater o machismo que ainda perpetua nas empresas, por exemplo. Ainda somos minorias comandando grandes marcas, corporações e instituições renomadas. A mulher já é inferiorizada no comparativo salarial mesmo trabalhando mais tempo, e ainda por cima tem gastos maiores que os homens. Ou seja, realizar uma reserva financeira por si só é muito difícil”.

Sócias da empresa Fundição Filomena, com 15 unidades nas cidades do Rio de Janeiro, Brasília e Teresina, Rosana Macedo e Rita Mascarenhas também fazem parte do seleto grupo de mulheres franqueadores. A empresa traçou uma meta de crescimento na ordem de 100% no número de lojas. Em dezembro, a marca voltada somente para o publico feminino espera funcionar com 30 unidades entre lojas e franquias.

Serviços:

Não+Pêlo: Av. das Américas , 500 Bloco 16 - Loja 108 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ - Tel: (21) 3153-7686 - www.naomaispelo.com.br

Candice Cigar Co: Avenida das Américas, 5.777  loja 140 - Shopping Park Palace, Barra da Tijuca,  Rio de Janeiro, RJ - Tel: (21) 2431 3776 – www.candicecigarco.com.br

Pello Menos: Avenida Alceu Amoroso Lima, 105 A, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ – Tel.: (21) 2255-8343 – www.pellomenos.com.br

Fundição Filomena: Avenida das Américas, 3255/loja 272, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ – Tel.: (21) 3489-8208 – www.fundicaofilomena.com.br

Perfil dos Franqueadores

Sexo

2012

2013

% Part  2013

% Evol

Feminino

124

147

14,9%

18,5%

Masculino

769

840

85,1%

9,2%

Total

893

987

100,0%

10,5%



Mais Artigos de Nossos Gurus


Tema:            Guru:

Conheça Nossos Gurus


Os Artigos + lidos

24 horas 7 dias 30 dias
    Super_Biz
    Copyright © 2016 SuaFranquia. Todos os direitos reservados.