Franquia de perfumes e cosméticos custa a partir de R$ 47 mil

Enviado em 05/10/2012 às 11:08:54

O setor de cosméticos e perfumes vive um momento favorável no mercado nacional e investir em uma franquia do segmento pode ser uma oportunidade de negócio. Segundo estudo da consultoria em varejo GS&MD – Gouvêa de Souza, o brasileiro gasta, em média, R$ 112 por mês com produtos de beleza e higiene pessoal.

Dentro deste ramo de atividade, há opções com investimento abaixo de R$ 100 mil. Quiosques da Ares Perfumes e da L’acqua di Fiori, por exemplo, custam a partir de R$ 47 mil e R$ 85 mil, respectivamente. Já lojas das tradicionais marcas Água de Cheiro, O Boticário e Contém 1g variam de R$ 155 mil a R$ 380 mil.

A pesquisa da GS&MD informa ainda que o setor faturou R$ 73,5 bilhões em 2011. Desse total, 59,5% foram movimentados pela classe média emergente. Para a presidente da ABF-Rio (Associação Brasileira de Franchising do Rio de Janeiro), Fátima Rocha, a entrada da mulher no mercado de trabalho impulsionou os números do segmento.

Com elas atuando fora do lar, o consumo de produtos de beleza aumentou. “As mulheres usam cosméticos para se maquiar e ir ao trabalho. São as maiores consumidoras desse mercado”, afirma.

De acordo com Rocha, algumas capitais do Sudeste brasileiro, como Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), estão com o mercado sobrecarregado. No entanto, cidades do interior e das demais regiões ainda apresentam mercados pouco explorados na área de cosméticos e perfumes.

Segmento está em alta
Segundo Cláudia Bittencourt, diretora-executiva e consultora do Grupo Bittencourt, consultoria especializada em franchising, o segmento está em alta no país. “As mulheres nunca vão deixar de consumir cosméticos e perfumes e, geralmente, elas não fazem a conta de quanto gastam com estes produtos”, diz.

A maior dificuldade que os atuais e futuros franqueados enfrentam, na opinião da consultora, é a concorrência com produtos importados. Marcas estrangeiras estão entrando no Brasil e, principalmente, as mulheres estão viajando para o exterior e trazendo mercadorias de fora.

“A consumidora está cada vez mais preocupada com a beleza e tem ficado mais exigente em relação ao produto. Ela quer qualidade e menor preço juntos”, declara.

Loja deve estar sempre limpa

Para quem quer investir em uma franquia na área de cosméticos, a consultora recomenda atenção redobrada com a higiene do ambiente. “Tudo nessa área de beleza tem de passar a imagem de limpeza. A loja não pode ser suja e as funcionárias devem usar luvas para manusear os produtos. Demonstrar higiene para o consumidor é fundamental”, declara.

Além disso, Bittencourt afirma que outros cuidados devem ser levados em consideração. É importante avaliar se a empresa é forte e está consolidada no mercado, qual o suporte oferecido pela franqueadora e se as condições para o investimento são vantajosas para o empreendedor.

>> Conheça outras franquias de beleza

Afonso Ferreira / UOL

Curta o Sua Franquia no Sua Franquia no Facebook e siga-nos no Sua Franquia no Twitter

Leia mais sobre Beleza e Saúde

15/09/2014 | 10:16:27
Ídolos do MMA e bem sucedidos em suas carreiras, Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, investir...
11/09/2014 | 11:22:45
A Buddha Spa é uma rede de spas que oferece serviços estéticos e de relaxamento. Foi fund...
11/09/2014 | 10:47:27
Em continuidade ao seu plano de expansão, o Grupo Zaiom – pioneiro em microfranquias no Brasil &n...
05/09/2014 | 18:02:59
Há 21 anos, a ADCOS Cosmética de Tratamento une ciência, pesquisa e alta tecnologia, ofere...
05/09/2014 | 11:33:17
A Onodera é uma franquia de estética, fundada em 1981. A rede está presente em 14 estados...
Outer Shoes

As + lidas em Notícias

24 horas 7 dias 30 dias