Mundo Verde

Enviado em 30/11/2011 às 22:05:20

De simples “lojinha para naturebas” à maior rede especializada em produtos naturais e orgânicos e para bem-estar da América Latina. Assim é a história do MUNDO VERDE, marca nascida em Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro, e que em 21 anos de vida se consolidou como pioneira e líder na proposta de desenvolver o conceito de vida saudável no mercado de varejo brasileiro, tornando-se a maior franquia do segmento, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).  

Inicialmente uma empresa familiar, o Mundo Verde foi criado em 1987 por Isabel Maria Antunes Joffe, com ajuda do marido, Elísio Joffe, e seus irmãos, Jorge e Arlindo Antunes.          

No começo, era uma pequena loja de 25m2, com apenas um funcionário. Aos poucos a marca foi conquistando clientes, principalmente cariocas que subiam a serra em busca de mais qualidade de vida nos fins de semana e feriados. Seis anos depois, em 1993, a empresa optou pelo sistema de franquia para expandir seus negócios e abriu a primeira franqueada em Nova Friburgo.

A filosofia “verde” de viver ganhou tantos adeptos que a rede logo chegou a Niterói e depois ao Rio de Janeiro – a primeira loja foi em Ipanema, na zona sul carioca. Hoje a rede conta com 133 unidades em operação, que empregam cerca de 1 mil pessoas. Em 2007, a marca iniciou seu processo de internacionalização por Angola e no fim de 2008 chegou a Portugal. Atualmente, a rede mantém seu ritmo de expansão e planeja crescer pelo menos 12% em 2009 com a abertura de mais 15 lojas no Brasil, além de uma nova franquia internacional. Entre os países prospectados estão Chile, Estados Unidos e Espanha.

Evolução da marca

A trajetória do Mundo Verde se confunde com a história de vida de Isabel Maria Antunes Joffe, que vislumbrou a necessidade de um mundo zen 21 anos atrás, quando começou a se informar sobre alimentação natural para criar as filhas. Morando nos Estados Unidos, onde o marido trabalhava. Ela passou a se interessar pelos alimentos naturais e orgânicos e pela ecologia e o assunto tornou-se essencial em sua vida. Isabel participou de workshops sobre alimentação vegetariana, onde também estudou Nutrição e Medicina Natural.

No retorno ao Brasil, resolveu apostar em um segmento ainda inédito no país, abrindo um empreendimento com foco em produtos naturais, dentro de um conceito amplo e inovador, em seu próprio estilo. A idéia, explica, abrange qualidade de vida, dentro e fora do meio profissional, e inclui meio ambiente, moradia, saúde, segurança, lazer, laços familiares e, principalmente, ética nos negócios e na vida pessoal. O exemplo de empreendedorismo de Isabel é uma força marcante na rede, que tem como norma buscar franqueados que se identifiquem com o estilo de vida proposto desde a sua criação.

“O Mundo Verde nasceu de um sonho de levar qualidade para a alimentação e para a vida das pessoas, promover a cultura do bem-estar, divulgar e fortalecer o respeito ao meio ambiente, o consumo consciente, a responsabilidade social e a cidadania”, ressalta Isabel, que também é diretora de Marketing e ombudsman da rede. “Hoje, o Mundo Verde virou um estilo de vida, de coisas positivas, saudáveis e boas para o planeta. Para nós, antes de ser um grande negócio, é um modo de olhar a vida e o mundo”, afirma. Em Petrópolis, onde até hoje vive, a família administra a franquia e também a única loja própria da rede, que emprega 12 pessoas.


Conceito em vida saudável

Diariamente, circulam pelas lojas Mundo Verde cerca de 65 mil pessoas, em busca de pelo menos um dos 27 mil itens oferecidos. O mix de produtos inclui desde alimentos (diet, light, orgânicos, sem glúten e sem lactose) e complementos para atletas, até livros, CDs, incensos, cosméticos naturais, artesanato e produtos voltados para o bem-estar e a qualidade de vida.

Mas o segredo de sucesso do Mundo Verde não está simplesmente na grande diversidade de produtos em suas prateleiras (média de 7 mil itens por loja), mas em oferecer “conceito completo em alimentação e vida saudável”. Para isso os vendedores são treinados para dar informações nutricionais e deixar os consumidores à vontade, em um ambiente que estimula o relaxamento, com música e incensos.
 

Princípios e valores

A empresa agrega em sua essência valores e princípios como o comércio justo, o consumo consciente, a ética nos negócios e a responsabilidade social, cultural e ambiental. “Nosso conceito e filosofia formam uma perfeita união com os anseios dos clientes, que entram em nossas lojas essencialmente para compartilhar ideais. A rede virou um estilo de vida, de coisas positivas, saudáveis e boas para o planeta. Para nós, antes de ser um grande negócio, é um modo de olhar a vida e o mundo”, destaca Isabel.

Um Mundo de Reconhecimento

O reconhecimento da sociedade em investimentos sociais e ecológicos, refletem a conquista de vários prêmios, entre eles, os Prêmios - Valor Social 2003, 2004 e 2005, promovidos pelo Jornal "Valor Econômico" e Institutos "Ethos" e "Akatu". A Mundo Verde é a única empresa a conquistar por três vezes este prêmio.

Em 2004 concorrendo com mais de 450 franquias, inclusive internacionais, que operam no País, Mundo Verde recebeu o prêmio de "Melhor Franquia do Brasil", promovido pela Editora "Globo" (Revista "Pequenas Empresas e Grandes Negócios").

Através da união e da dedicação dos funcionários, também foi conquistado, em 2003, 2004 e 2005, o Selo de Excelência em Franchising, concedido pela ABF (Associação Brasileira de Franquias).

Pesquisa realizada e publicada pelo "Jornal do Comércio", em 02/06/2003, na cidade do Rio de Janeiro, mostrou que o Mundo Verde é negócio dos sonhos, a marca preferida dos cariocas com 22%, inclusive superando marcas internacionais.


Dica para uma atitude otimista

Às pessoas que estão iniciando um negócio, Isabel diz que empreendedorismo é um jeito de ser. Para ser empreendedor, segundo ela, é preciso ter atitude otimista, criativa, inovadora; trabalhar características como pró-atividade, persistência, autoconfiança, comprometimento, engajamento, profissionalismo e disposição para adquirir cada vez mais conhecimento. Também é preciso vivência, habilidade administrativa, financeira, tecnológica e mercadológica. O empreendedor deve ter foco e adotar uma postura de organização, fazendo plano de negócios para que a empresa atinja seu destino e objetivos.

"Ser empresário é ter capacidade de análise, de gerenciar e de lidar com os colaboradores. É ser um provedor de soluções. Ter autoridade, mas não ser autoritário. É ser exemplo, buscando sua independência, abrindo seus próprios caminhos, fazendo valer seus direitos de cidadão-empresário e evitando protecionismos", afirma Isabel.

Para ela, liderar é saber definir metas, orientar tarefas, combinar métodos e procedimentos práticos, manter a motivação, estimulando as pessoas no rumo dos ideais traçados. "É ser ousado, dinâmico; romper paradigmas e nunca se acomodar, cultivando um certo inconformismo diante da rotina. É não perder a capacidade de fazer com que simples idéias se concretizem em negócios efetivos. É reinvestir de maneira permanente, lutando pela sua auto-estima e sendo flexível, sempre que necessário", destaca.

Isabel também recomenda que o empresário/empreendedor mantenha-se sempre atualizado, redirecione esforços e crie uma filosofia de trabalho e relações equilibradas, que possam superar dificuldades, favorecer o trabalho em grupo, desenvolver talentos e estimular o saber coletivo. Segundo ela, o empresário precisa ter consciência de que a ética deve ser uma premissa do mercado de trabalho e que consagra valor à imagem da organização.

"Ser empresário é aquilo que você faz e o que a sua empresa pratica, honrando seus compromissos e sua palavra; enfim, uma manifestação da responsabilidade social da empresa. Finalmente, é entender que o sucesso não depende de faculdade, e sim de suor, sensibilidade e conhecimento", afirma Isabel Antunes Joffe.

RAIOS X DA REDE:

- 140 lojas no Brasil (entre abertas e assinadas), em 15 estados e no Distrito Federal;
- 1 master franquia internacional em Portugal – Vila Nova de Gaia (Porto);
- 1 master franquia internacional em Angola – Luanda;
- 20 novas lojas abertas em 2008 no Brasil;
- 9 novas lojas assinadas para 2009 no Brasil;
- 1 mil funcionários (média de sete em cada loja);
- 65 mil clientes/dia;
- 27 mil produtos cadastrados (média de 7 mil por loja);
- 3 mil a 6 mil itens oferecidos em 19 segmentos em cada loja;
- 800 fornecedores cadastrados (90% micro e pequenas empresas);
- 16,6% de crescimento da rede física em 2008.

Saiba sobre o segmento: Franquias de Beleza e Saúde
 

 

 

Jiva

As Histórias + lidas

24 horas 7 dias 30 dias