Como abrir uma loja de bijuterias?

 

O mercado de bijuterias do Brasil está em alta, mas assim como em outros setores, planejamento e inovação são essenciais. O Brasil já possui três mil empresas de semijoias e bijuterias. Juntas, elas faturaram R$ 600 milhões em 2013, um aumento de 5% em relação ao ano anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM).

Para o sucesso da loja, a localização é bastante importante, já que deve ser inserida em local de grande movimentação. Além disso, antes da implantação da loja é ideal observar o público e os concorrentes da região.

O capricho com as peças e com o ambiente de loja é um diferencial, assim como preparar o local de forma parecida com uma joalheria para chamar a atenção do público.

Mercado de bijuterias

O mercado mundial de bijuterias continua em alta. De acordo com relatório da McKinsey Global Institute, estima-se que as vendas anuais do setor chegarão a US$250 bilhões/ano até 2020. As estimativas são de que as vendas anuais terão um crescimento de até 6% nos próximos anos. Em 2014, foram 148 bilhões de dólares em vendas, que revelam um mercado cada vez mais aquecido.

O Brasil é um dos 15 maiores países produtores de joias em ouro no mundo. São 22 toneladas de peças criadas e comercializadas, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM). A pesquisa foi conduzida entre 261 indústrias dos setores de lapidação, artefatos de pedra, joalheria de ouro, folheados e bijuterias.

Público da loja de bijuterias

Para escolher o público ideal da sua loja de bijuterias, você deve fazer pesquisas na região em que montará seu negócio. Atente-se a faixa etária, situação econômica, sexo e preferências das pessoas do entorno.

Investimento de uma loja de bijuterias

De acordo com o SEBRAE, para uma loja de 20 m² com equipamentos básicos é necessário um investimento inicial estimado em aproximadamente R$ 56.500, que incluem os seguintes itens: reforma do local (R$ 15 mil), aluguel (R$ 2.500), mobiliário (R$ 15 mil), divulgação (R$ 2 mil), Sacolas e embalagens (R$ 2.500), Telefone, microcomputador e impressora (R$ 2.500), estoque inicial (R$ 7 mil) e capital de giro (R$ 10 mil).

Porém, para colocar em prática a sua ideia você depende de vários fatores como tamanho da loja, localização e equipamentos, por exemplo. Por isso é importante você elaborar seu plano de negócio para ter todas as informações necessárias para dar o próximo passo com mais segurança.

Franquias de bijuterias

As franquias de bijuterias estão inseridas no segmento de “Acessórios pessoais e calçados”, que cresceu 12% em faturamento no ano de 2015 em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Este setor corresponde a 7,1% do faturamento do Franchising e possui mais de 10 mil unidades franqueadas.

Entre as franquias de bijuterias podemos citar: Biju Store, Josefina Rosacor, Morana, Balonè e My Gloss. Além da franquia de acessórios em aço hipoalergênico, Empório do Aço e da franquia de Joias, Lis Joalheria.

VEJA AS OPORTUNIDADES: FRANQUIAS DE CALÇADOS E ACESSÓRIOS




Serviço de Atendimento ao Cliente: